Acontece na Paróquia  

Fiéis recebem benção da garganta em Missa realizada em Louvor a São Brás

 No dia 03 de fevereiro, quarta-feira, nossa comunidade reuniu-se às 15h e às 19h30 para festejar o dia de São Brás, com missa e benção da garganta. 

 

Pudemos celebrar uma bela liturgia, na qual, na primeira leitura, Davi mostra-se arrependido pelo recenseamento dos homens de guerra de seu reino e o Senhor permite-o escolher entre três anos de fome, três meses de derrotas ou três dias de peste sobre seu povo. Ele, então, escolhe os três dias de peste, pois prefere cair nas mãos do Senhor, cuja misericórdia é grande, ao cair nas mãos dos homens. A peste é enviada ao povo, mas o Senhor logo a cessa. Davi, ao ver o resultado das mortes em seu reino, clama ao Senhor para que os efeitos caiam somente sobre ele e sua família, pois havia sido ele quem havia errado.

 

No Salmo, pudemos clamar "perdoai-me, Senhor, meu pecado". Já no Evangelho, foi proferida a passagem na qual Jesus ensinava na sinagoga e todos que o conheciam desde pequeno ficaram admirados com tamanha sabedoria. "Um profeta só não é estimado em sua pátria, entre seus parentes e familiares". Assim, ali Jesus não pode realizar milagres e ficou espantado com a falta de fé deles. Na homilia, padre Tiago, relembrou os principais pontos da vida de São Brás e explicou em detalhes cada uma das leituras.

 

Ao fim da missa, cada um dos fiéis presentes recebeu a bênção da garganta, que foi realizada pelo padre e também pelos ministros da bênção, recentemente ordenados para esta finalidade. Esta bênção é feita com duas das velas abençoadas no dia anterior, na celebração de Nossa Senhora da Luz, cruzadas ao redor do pescoço de cada um.

 

Vida de São Brás

 

Ele foi médico e, em uma etapa de sua vida, decidiu abrir-se mais a Deus. Com isso, foi evangelizado, e esta mudança pôde ser sentida não somente no aspecto pessoal da religiosidade de São Brás, mas também no profissional, pois muitas pessoas começaram a ser evangelizadas quando buscavam a este médico.

 

Posteriormente, São Brás decidiu retirar-se para o alto de uma montanha, pois sentiu que era tempo de realizar uma profunda reflexão, com penitência, oração e intercessão, para que os demais encontrassem o caminho de felicidade em Deus, como ele havia conseguido. Naquele tempo, o povo escolhia o seu futuro bispo no caso de falecimento do atual; conhecendo a fama de São Brás, o povo subiu a montanha para pedir que ele fosse o novo bispo. Inicialmente relutou, mas depois aceitou sê-lo, não por gosto, mas sim por obediência.

 

Foi perseguido pelas autoridades e, no fim de sua vida, foi morto, degolado, tornando-se mártir da Igreja. A bênção da garganta deve-se ao fato de ter-lhe sido apresentada uma criança engasgada com uma espinha de peixe e, por meio de sua intercessão a Deus, a criança ter sido curada. No site da Canção Nova você pode saber mais sobre a vida deste grande santo.

 

“São Brás, intercedei por nós e pela saúde de nossas gargantas!”

 

Clique aqui para ver o album completo em nosso Flickr

 

 

Please reload

Notícias em Destaque
Please reload

Arquivo
Please reload

Paróquia Santa Teresinha

Praça Rui Barbosa, s/n - Santa Terezinha, Santo André/SP

Informações: Tel. (11) 4996-3506 | WhatsApp. (11) 99971-5580 | teresinha.sa@diocesesa.org.br | Redes sociais: @santateresinhasa