Acontece na Paróquia  

Série - Mês Vocacional: a vocação ao ministério ordenado

Agosto é o Mês Vocacional! Com esta série de quatro textos, um por semana, vamos celebrar os enviados por Deus para continuar Sua missão entre Seus filhos. Neste primeiro texto, lembramos da vocação ao ministério ordenado e, especialmente, a tão importante figura do sacerdote.

Esta semana, celebramos a abertura do Mês Vocacional. Em todo mês de agosto, no Brasil, relembramos as pessoas que possuem estas vocações especiais para a Santa Igreja. E nós, da Paróquia Santa Teresinha, faremos uma série de textos durante este mês para falar um pouco mais da importância delas.

 

A primeira semana de agosto é dedicada à vocação ao ministério ordenado. Exemplos de ordenados são os padres, bispos e diáconos. Um dos sacramentos da fé cristã católica é o sacramento da ordem, que significa ser ordenado, ou seja, designado ou consagrado a algum papel fundamental da Igreja. De acordo com o Catecismo da Igreja Católica (CIC), é o sacramento graças ao qual a missão confiada por Cristo aos Apóstolos continua a ser exercida na Igreja, até o fim dos tempos. Dentre os vocacionados ordenados, temos o padre – ou sacerdote –, cujo dia oficial de comemoração é o 04 de agosto.

 

O Dia do Padre é comemorado nesta data desde 1929, quando o Papa Pio XI proclamou São João Maria Vianney como "homem extraordinário e todo apostólico, padroeiro celeste de todos os párocos de Roma e do mundo católico". São João Maria Vianney nasceu na França, em 1786, e foi ordenado sacerdote após ter encontrado uma série de dificuldades no internato. Dado que o bispo que o ordenara julgou que sua capacidade intelectual era muito limitada para atender os fiéis no confessionário, enviou-o a servir, como auxiliar do padre Balley, em uma pequena cidade do interior da França, chamada Ars. Este padre Balley confiou na vocação de São João Maria justamente para o conselho. Com suas características de homem justo, bom, penitente e caridoso, ele conseguiu converter e unir toda Ars. Assim, ganhou respeito e admiração de todo o clero da Igreja.

 

Ser padre é ser pai de uma comunidade inteira. Sendo tal, é espelho de Cristo e responsável por nos trazer a Palavra de Deus e a Eucaristia; ensina-nos o valor do perdão, nos é exemplo de humildade, penitência e tolerância; é o pregador e conversor da fé cristã católica. Enfim, ele deve ser um comunicador e entusiasta da Igreja, que luta por uma vivência cristã mais unida.

 

Cabe ao padre, de fato, portar-se como um verdadeiro pai para aqueles que são fiéis à Igreja Católica, o que vai muito além das suas obrigações eclesiásticas do dia a dia, como as missas, batizados e casamentos. Ele deve estar lá para o seu povo, para os seus irmãos e iguais, dando o apoio e o suporte necessário para que eles sigam em frente e mantendo uma luz sempre brilhante para que eles saibam por que caminhos andar e por onde devem evitar passar.

 

Deus abençoe todos os vocacionados para que lhes dê forças e coragem de continuar no caminho e para que tenhamos a quem recorrer em nossas dúvidas terrenas!

 

Fontes de pesquisa

Paróquia Nossa Senhora de Fátima 

Arquidiocese de Brasília

Catequese de Florianópolis

Formação Canção Nova 

Calendário 2016

 

Please reload

Notícias em Destaque
Please reload

Arquivo
Please reload

Paróquia Santa Teresinha

Praça Rui Barbosa, s/n - Santa Terezinha, Santo André/SP

Informações: Tel. (11) 4996-3506 | WhatsApp. (11) 99971-5580 | teresinha.sa@diocesesa.org.br | Redes sociais: @santateresinhasa