Acontece na Paróquia  

  • Rafael Lucas e Sérgio Bassi – PASCOM Santa

Sexta-feira Santa | Celebração e Procissão marcam a Paixão e Morte de Cristo


Eis que, em mais um ano, celebramos juntos a Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo na Sexta-feira Santa, 14 de abril, com a celebração das 15h e a Procissão de Cristo Morto, às 18h30. O segundo dia do Tríduo Pascal é, sem dúvidas, um dos momentos mais marcantes da Semana Santa, tempo de muita reflexão e de nos lembrarmos que o amor de Deus por nós é tão grande a ponto de ter entregue Seu filho unigênito pela nossa Salvação.

Próximo ao horário da celebração da Paixão e Morte de Cristo, os fiéis já preenchiam toda a igreja, mostrando mais uma vez a fé e perseverança de nossos paroquianos. Ao soar do sino, de forma muito silenciosa, todos os olhares se voltaram para o padre Tiago que, logo no início, prostrou-se por alguns instantes, numa ocasião de profunda reflexão.

Durante a Liturgia da Palavra, toda a comunidade pôde entoar, com muito fervor, o Salmo 30 – "Ó Pai, em tuas mãos eu entrego o meu espírito". Na homilia, nosso pároco recordou a importância de vivenciarmos esse dia em sua forma mais pura, e lembrou às crianças o quão sério e importante era aquele momento para todos os católicos.

RELEMBRE AQUI AS HOMILIAS DO PADRE TIAGO

Depois da Oração Universal, em que nós elevamos nossas preces a Deus como comunidade e família, deu-se início à Adoração da Santa Cruz – esta que é o sinal máximo de amor e doação de Nosso Senhor Jesus Cristo para conosco. O padre Tiago se dirigiu ao fundo da igreja e, de lá, trouxe a cruz com Cristo Crucificado, que estava coberta por um tecido vermelho. À medida que ia se aproximando do altar, soltava uma parte do pano e a cruz ia sendo revelada.

Assim, iniciou-se um longo, porém belo momento de adoração, no qual todos que ali estavam puderam beijar a Santa Cruz. E, de modo muito tranquilo, todos os paroquianos realizaram esse gesto de amor e devoção. Aqui também era possível fazer, espontaneamente, uma doação que, juntamente com as contribuições de todas as paróquias do mundo neste dia, seria enviada para a Terra Santa.

Em seguida, distribuiu-se a sagrada comunhão aos fiéis. No final da celebração, o padre fez uma oração sobre o povo – pois, por ser uma continuação da celebração da Quinta-feira Santa que só termina no Sábado de Aleluia, não há bênção final – e todos deixaram a igreja em total silêncio, por respeito ao momento de luto que acabávamos de celebrar.

Veja o álbum completo desta celebração!

Procissão da Paixão: uma demonstração pública de fé

Ao anoitecer desta Sexta-feira Santa, foi realizada a já tradicional Procissão da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo. É um grande evento de nossa comunidade, que envolve grande público. Já em sua saída, podíamos ver uma aglomeração de fiéis na praça Rui Barbosa, dentre os quais estavam coroinhas, cerimoniários, pré-cerimoniários e ministros. Também podiam ser avistados os andores belamente enfeitados pela equipe de ornamentação, um carro de som no qual os músicos permaneceram durante o evento além do Padre Tiago cuidando dos últimos detalhes e já realizando a animação do evento.

Empunhando velas, os paroquianos começaram sua peregrinação de fé, mostrando que compõem uma igreja em movimento, apresentando uma postura religiosa viva e missionária. O roteiro da procissão foi o seguinte: contornou a praça Rui Barbosa e seguiu pela alameda Vieira de Carvalho, subindo a rua Cuba, percorrendo um trecho da avenida Estados Unidos, descendo a travessa Francisco Barone, retornando pela alameda Marquês de Barbacena. Ou seja, este ano nossa caminhada percorreu os bairros de Santa Terezinha e Parque das Nações.

Durante o trajeto, vários cantos conhecidos foram entoados, com vigor, pelos presentes. A voz do povo ecoava pelas ruas e simbolizava a união da comunidade, a fé das pessoas e a esperança na vitória sobre a morte. E era muito bonito ver as demonstrações de fé não somente das pessoas que estavam nas ruas andando na procissão de nossa paróquia. Era interessante, especialmente, notar que nas casas e apartamentos da região havia famílias inteiras observando nossa peregrinação e cantando conosco. Muitas delas expondo objetos religiosos. Ou seja, habitantes do bairro aguardam, ansiosamente, a procissão passar nas suas ruas e enxergam isso como uma bênção em suas vidas.

O percurso da procissão deste ano foi um pouco mais curto quando comparado aos dos anos anteriores. Mas isto deve-se a uma surpresa preparada pela Pastoral das Artes, que fez uma peça de teatro para os fiéis quando estes retornaram da peregrinação. Após adentrarem a igreja, logo esta teve as luzes apagadas. Podia-se ver que estava armada uma grande cortina que tomava o presbitério de lado a lado, entre as duas grandes colunas.

Foi iniciada a história da vida de Jesus, desde o seu nascimento até sua morte de cruz. Por meio de um aparelho de data show, uma projeção foi realizada a qual compunha os cenários em uma parte da cortina que se transformou em tela. Os atores encenavam por detrás desta tela, o que resultava que apenas suas sombras apareciam para o grande público. Foi, portanto, um teatro de sombras, com narrações e di

álogos que auxiliavam o entendimento das situações, tendo interação com o ministério de música que estava presente, auxiliando o momento.

A Semana Santa e, especialmente, o evento da Procissão da Paixão é um grande exemplo da Pastoral de Conjunto em nossa paróquia. Nota-se uma grande vontade e disposição em uma pastoral auxiliar as outras para que o resultado saia muito bonito. Ou seja, fazemos o melhor para que nosso trabalho de evangelização seja do agrado do Senhor. Venha você também participar de nossos eventos e ver, na prática, quanta dedicação há nos trabalhos de nossa comunidade!


Veja o álbum completo da procissão aqui!

150 visualizações
Notícias em Destaque
Arquivo

Paróquia Santa Teresinha

Praça Rui Barbosa, s/n - Santa Terezinha, Santo André/SP

Informações: Tel. (11) 4996-3506 | WhatsApp. (11) 99971-5580 | teresinha.sa@diocesesa.org.br | Redes sociais: @santateresinhasa