Acontece na Paróquia  

Dia do Catequista: doar-se para apresentar o céu aos irmãos

Quem não lembra de seu primeiro catequista, aquele que nos ensinou os mandamentos, a manusear a bíblia, a rezar as principais orações e tantas coisas mais?

 

Neste dia tão especial, no qual comemoramos a existência destas pessoas que partilham um pouco de seu tempo e conhecimento para difundir a fé entre os irmãos, é bom recordar algumas verdades que orientam sua ação pastoral. Neste mês de agosto, relembramos que ser um catequista é ter uma das principais vocações leigas de nossa Igreja, pois ele fala em nome dela e por ela é enviado para exercer sua missão de evangelizar. Seja aos pequenos, aos jovens ou aos adultos, o catequista assume a figura de um professor da fé, que deixa mais claro os ensinamentos de Cristo e as profecias que vieram a se cumprir.

 

O catequista tem por missão, num fim último, tornar nova a própria humanidade. A catequese na Igreja nos remete ao tempo dos apóstolos e tem a sua fonte no próprio Jesus, que foi um incomparável mestre de doutrina e de vida. Ele era chamado pelos discípulos e pelas multidões de "rabi", que significa "mestre". Ensinou durante a Sua vida com uma autoridade que causava espanto e admiração em todos os que o ouviam, e que em muito se diferenciava da forma com que ensinavam os mestres da lei de Sua época.

 

Atualmente, embora catequizar seja uma responsabilidade de toda a comunidade, há pessoas que se doam e recebem uma tarefa em uma pastoral e se dedicam, semanalmente, por meio de muita preparação e elaboração de encontros à pregação do Evangelho, que tem por finalidade levar cada vez mais pessoas à Verdade da conversão e da fé.

 

Ser catequista é uma belíssima vocação! É um chamado da parte de Deus para Sua grande obra, na qual a messe é grande, mas, infelizmente, os trabalhadores ainda são escassos. O catequista é um instrumento vivo, por meio do qual Deus se comunica com os homens; é um educador da fé e não um mero repetidor de uma doutrina; é aquele que transmite o Evangelho com a própria vida, seguindo o conteúdo e a forma de ensinar de Jesus, aprendendo e motivando a termos os seus mesmos sentimentos. Afinal, "o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir" [Mt 20,28]. E cada catequista, no seu papel de ser imagem e semelhança deste Deus Filho, realiza com primor seu trabalho.

 

E a catequese não pode ser apenas uma formação doutrinal, mas precisa ser uma verdadeira escola de formação integral. Portanto, é necessário cultivar a amizade com Cristo e com os irmãos por meio da oração, do apreço pela celebração litúrgica e da experiência comunitária. E isso só pode ser realizado porque, desde cedo, temos figuras tão especiais que nos ensinam o melhor caminho a seguir: aquele do amor, da paz, do conhecimento e da fé.

 

Obrigado, catequistas, por seu exemplar trabalho em nossa comunidade! E por nos fazer começar a compreender o Reino dos Céus aqui na terra.

 

Fonte:

- Catequisar Sempre

 

Please reload

Notícias em Destaque
Please reload

Arquivo
Please reload

Paróquia Santa Teresinha

Praça Rui Barbosa, s/n - Santa Terezinha, Santo André/SP

Informações: Tel. (11) 4996-3506 | WhatsApp. (11) 99971-5580 | teresinha.sa@diocesesa.org.br | Redes sociais: @santateresinhasa