Acontece na Paróquia  

  • Camila Raya - PASCOM Santa Teresinha

Junho: o mês do Dízimo


"Tragam o dízimo completo para o cofre do Templo, para que haja alimento em meu Templo. Façam essa experiência comigo - diz Javé dos exércitos. Vocês hão de ver, então, se não abro as comportas do céu, se não derramo sobre vocês minhas bênçãos de fartura." (Ml 3, 10)

Nesse mês de junho celebramos o mês do Dízimo. Esse gesto concreto de amor, corresponsabilidade, comunhão e partilha nos ajuda a manter não apenas a nossa comunidade, mas também todo o trabalho de evangelização que aqui realizamos. Por isso, somos chamados a refletir sobre a importância do dízimo para nossa igreja, e para dedicar nossa atenção aos nossos dizimistas.

Mas o que é o dízimo e por que devo me tornar dizimista?

O Dízimo é um compromisso de fé. Tudo o que temos vem de Deus e, ao nos tornarmos dizimistas, estamos devolvendo uma parte do muito que Ele nos oferece. Assim, demonstramos nosso amor, nossa fé e nossa gratidão, e mostramos a Deus que vamos segui-lo mesmo que os tempos se tornem difíceis, que confiamos Nele, e não em dinheiro ou em coisas materiais.

De acordo com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a CNBB, o dízimo é uma contribuição mensal e voluntária, cuja quantia ofertada é decidida pelo próprio dizimista. Ao contrário de como era no Antigo Testamento, momento em que o dízimo era obrigatório, hoje não nos encontramos diante de uma lei. A Igreja não quer que sejamos obrigados a contribuir, mas que o façamos livremente e com muita alegria.

Porém, devemos tomar cuidado para não nos encontrarmos diante de uma de duas situações: o questionamento "como agradar a Deus dando apenas o mínimo do que me é exigido?" ou a tentativa de encontrar motivos para criticar aqueles que não têm os mesmos princípios ou não contribuem com a mesma quantia.

No Evangelho de Marcos (Mc 12, 41-44), Jesus observava as pessoas que punham moedas no cofre. Muitos ricos depositavam muitas moedas, mas veio uma pobre viúva e depositou apenas duas moedinhas de pouco valor. Então, Jesus chamou seus discípulos e lhes disse: “Eu lhes garanto: esta viúva pobre ofereceu mais do que todos os outros que depositaram moedas no cofre. Porque todos depositaram do que estava sobrando para eles. Mas ela, na sua extrema pobreza, ofereceu tudo o que possuía, tudo o que tinha para viver.”

Precisamos lembrar que, ao sermos batizados, recebemos a missão de evangelizar, e, unidos em comunidade na fé, estamos contribuindo para que o Evangelho apresentado por Jesus chegue a todos, em diferentes situações e lugares. Quando estamos cientes de que o Dízimo por nós ofertado nos torna não apenas observadores, mas colaboradores da Evangelização, é mais fácil lembrar o motivo de nosso sacrifício.

Lembremos, também, do compromisso de Jacó com o Senhor, no livro de Gênesis (Gn 28, 20-22): "Se Deus estiver comigo e me proteger no caminho por onde eu for, se me der pão para comer e roupas para vestir, se eu voltar são e salvo para o casa do meu pai, então o Senhor será o meu Deus. E esta pedra que ergui como coluna sagrada será a casa de Deus, e eu te darei o dízimo de tudo que me deres". Sejamos também dizimistas porque temos fé em Deus e acreditamos em Suas promessas.

A Pastoral do Dízimo da nossa paróquia, formada por mais de 15 agentes pastorais, tem a missão de conscientizar e evangelizar os paroquianos sobre a sua contribuição e corresponsabilidade com a sua comunidade. Dedicamos o segundo final de semana de cada mês para o dízimo, rezando a oração do dizimista em todas as missas e cantando "De mãos estendidas ofertamos o que de graça recebemos!" enquanto os dizimistas se dirigem à urna para depositar seus envelopes com o Dízimo.

Saiba mais sobre a história da Pastoral do Dízimo na Paróquia Santa Teresinha clicando aqui.

Oração do Dizimista

Recebei, Senhor, meu Dízimo. Não é uma esmola, pois não é pobre. Não é uma contribuição porque não precisais. Senhor, esta importância representa o meu reconhecimento e a minha gratidão, pois tudo o que tenho vem de Ti: paz, amor, saúde e bens. Quero participar da vida de minha comunidade de forma consciente e fraterna, colaborando para Evangelização e compartilhando o que me deste. Amém!

Que Deus abençoe cada dizimista de nossa comunidade!

92 visualizações
Notícias em Destaque
Arquivo

Paróquia Santa Teresinha

Praça Rui Barbosa, s/n - Santa Terezinha, Santo André/SP

Informações: Tel. (11) 4996-3506 | WhatsApp. (11) 99971-5580 | teresinha.sa@diocesesa.org.br | Redes sociais: @santateresinhasa