Acontece na Paróquia  

  • santaterezinhasto

Especial Mês Vocacional: Leia o testemunho do Frei Antônio


Estamos no Mês Vocacional, em que, a cada domingo, a Igreja no Brasil nos propõe refletir sobre uma vocação específica.

Hoje você é nosso convidado a acompanhar o testemunho do Frei Antônio, que nos conta como foi seu despertar vocacional e também como acolhe este chamado hoje. Acompanhe!

Testemunho Vocacional

Meu nome é Frei Antônio Felipe de Oliveira Zago, filho do Antônio Carlos e da Giseli, e irmão da Mariana. Tenho 27 anos. Sou natural de Lorena/SP, mas atualmente resido em Santo André/SP, no Seminário Maior Senhor do Bonfim da Ordem dos Frades Menores Conventuais. Venho partilhar um pouco sobre meu caminho vocacional.

Minha vocação "despertou-se" quando eu tinha 10 anos, pouco tempo após minha Primeira Comunhão. Foi uma surpresa para a família, pois cheguei diante de minha mãe e disse: "Quero ser padre". Desde então, não mais tirei isso de meus pensamentos.

De início, desejava ser padre de minha diocese, em Lorena. No entanto, o Senhor me conduziu ao encontro de São Francisco de Assis. Em minha caminhada, conheci as três famílias franciscanas (Menores, Capuchinhos e Conventuais) e decidi ingressar, depois de um bom período de discernimento, na Ordem dos Frades Menores Conventuais, com os quais me encontro hoje.

Nós, enquanto religiosos, procuramos seguir nosso Senhor Jesus Cristo nos passos de São Francisco e de tantos outros irmãos que nos precederam. Na simplicidade e na alegria, somos chamados a observar o Evangelho do Senhor, vivendo em obediência, sem nada de próprio e em castidade. A exemplo de Jesus, somos chamados a viver, em fraternidade, o dom que Deus nos concedeu.

Chama-me a atenção a liberdade, a alegria, a entrega e a amizade com Deus de São Francisco de Assis. Ele foi um homem que viveu intensamente seu chamado. Peço a graça de também fazer de minha existência essa entrega total, no serviço a Deus, à Igreja e à humanidade, sendo "instrumento da paz e do bem" e atualizando, em nossos tempos, o tesouro que nos foi confiado.

Encontro-me feliz e realizado em minha vocação. Desejo, junto a meus irmãos e na fidelidade à Igreja, responder ao Senhor "com todas as fibras do meu coração", como dizia São Francisco. Para isso, é importante lembrar o que nossa mãe Santa Clara aconselhava: "Não perca de vista seu ponto de partida", que é o próprio Senhor, que me trouxe até aqui. Que Deus me conceda a graça da perseverança até o fim e da disponibilidade a Ele e às pessoas.

Vale à pena ser frade, entregando a vida no seguimento de Jesus, confiando em Sua graça e em Seu amor. Rezem por mim! E não tenham medo de responder ao chamado que Deus lhes faz. Paz e Bem!

12 visualizações
Notícias em Destaque
Arquivo

Paróquia Santa Teresinha

Praça Rui Barbosa, s/n - Santa Terezinha, Santo André/SP

Informações: Tel. (11) 4996-3506 | WhatsApp. (11) 99971-5580 | teresinha.sa@diocesesa.org.br | Redes sociais: @santateresinhasa