Pastoral Litúrgica  

O QUE É EQUIPE DE LITURGIA (PASTORAL LITÚRGICA)?

A marca registrada da equipe é o serviço dedicado, abnegado, inteligente e gratuito; uma ação concreta em favor do bem comum, numa verdadeira mística de serviço.

 

A Equipe de Liturgia é, então, o coração e o cérebro da Pastoral Litúrgica na vida da Igreja (regional, diocesana, paroquial e comunitária).

 

A Pastoral Litúrgica implica ainda cuidados com a preparação, realização e avaliação das celebrações, com a formação do povo e dos ministros e, também, com a organização da vida litúrgica nos vários níveis eclesiais.

  

Objetivo Geral

 

Promover a dimensão litúrgico-celebrativa, fonte e cume da ação evangelizadora e pastoral da Diocese, tendo em vista a participação consciente e ativa dos fiéis, por meio de expressões simbólicas adaptadas à cultura e à compreensão do povo.

 

Tudo isso é realizado a fim de que os fiéis, em sua caminhada espiritual e de forma orante, testemunhem mudanças de atitudes capazes de manifestar ao próximo o mistério de Jesus Cristo e a verdadeira natureza da Igreja.

 

*Este material foi baseado no documento da CNBB (http://docslide.com.br/documents/o-que-e-pastoral-da-acolhida.html) que utilizou-se da bibliografia abaixo:

FONTES

CNBB - Regional Oeste 2 

Formação sobre Pastoral Litúrgica 

Paróquia Nossa Senhora da Paz

BIBLIOGRAFIA

DE OLIVEIRA , João. Teologia Sistemática: Médio em Teologia. 1. p. 509

A PASTORAL LITÚRGICA NA PARÓQUIA SANTA TERESINHA

 

A Pastoral Litúrgica é uma obrigatoriedade da Igreja Católica, porém não há histórico de formações anteriores desta pastoral em nossa comunidade. Com o crescimento da Paróquia Santa Teresinha, tanto pastoral quanto comunitário, houve a necessidade de criar uma equipe responsável pela preparação das celebrações.

 

A Pastoral Litúrgica foi, então, criada recentemente na Paróquia Santa Teresinha. A equipe foi formada no dia 05 de Julho de 2016 e tem demonstrado uma participação cada vez mais viva na igreja, realizando a importante tarefa de unir a celebração com a fé da comunidade.

 

No entanto, por meio de documentos e relatos históricos, podemos observar que sempre houve um cuidado com a liturgia em nossa paróquia, tanto por parte dos padres, quanto dos leigos de nossa comunidade, envolvidos nesta caminhada de fé. Vejamos:

 

- A Paróquia Santa Teresinha foi criada no dia 25 de janeiro de 1940 e seu primeiro pároco foi Pe. Dario de Moura, que foi muito dedicado, com preferência às atividades litúrgicas e às celebrações dominicais. Havia também, mesmo antes do Pe. Dario, uma capela, onde Dona Ignês Braghetto assumia o compromisso de reunir a comunidade para a prática de atividades litúrgicas na ausência do sacerdote. Uma vez por mês, um padre vinha celebrar a missa.

 

- Em maio de 1944, "realiza-se na Paróquia de Santa Teresinha a tradicional Festa de Nossa Senhora de Fátima, com missa cantada, procissão, grande Quermesse, fogos e música" (Jornal Borda do Campo, 28 de maio de 1944). O mesmo jornal noticiava, em 20 de maio de 1945, a celebração de Missa Campal pelo fim da 2ª Guerra Mundial e pela Paz: "Às 5h, alvorada, ao soar dos sinos e o espocar de fogos. Após a missa das 10h, Procissão de São Sebastião. No final, solene 'Te Deum' e bênção".

 

- Em 11 de junho de 1950, o Pe. Vitautas Kavolis (Pe. Vito) – que, em princípio, aplicou-se nas celebrações litúrgicas – passa a ampliar a atividade paroquial. De 31 de maio a 16 de junho de 1952 a paróquia recebe a visita das Santas Missões e dos Padres Redentoristas, que com suas presenças intensificaram as atividades religiosas. A Liturgia era conduzida com muito zelo pelo Pe. Vito. As procissões tinham acompanhamento numeroso. Ele tinha especial zelo pela Procissão de Corpus Christi.

 

- Em 26 de janeiro de 1962 chegam à Paróquia Santa Teresinha os padres José Mahon e Pedro Jourdanne. Durante a semana Santa de 1963, para a Sexta-Feira da Paixão, Pe. José redigiu e ensaiou os quadros vivos, apesar da dificuldade ainda para expressar-se em português. O povo acompanhava a procissão à luz de velas, um espetáculo emocionante!

 

- Em 25 de abril de 1976, toma posse o Pe. Hildebrando Rodrigues de Oliveira: conciso, preciso e eficaz em suas homilias, correto na própria celebração litúrgica. Em junho de 1976, organizou a Procissão de Corpus Christi com a participação de numerosos paroquianos, que ornamentaram as ruas do itinerário com trabalhosos e belos tapetes artificiais, além de solicitar às famílias a decoração das fachadas das moradias.

 

- Em 26 novembro de 1989 toma posse o Pe. Wagner Paulo Pereira Doriguetti. No período de 14 a 21 de setembro de 1996, a comunidade paroquial de Santa Teresinha recebeu a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. Em 18 de maio de 1997, iniciam-se as comemorações pelo 1º Centenário da Morte de Santa Teresinha, com a celebração de uma missa em homenagem aos bombeiros desta cidade. As comemorações encerraram-se em 05 de outubro de 1997.

 

- Em 1º março de 1998 toma posse o Pe. José Mateus Domingues Filho, que logo deparou-se com grande evento, que requeria uma longa preparação: a Visita das Relíquias de Santa Teresinha! Constituiu-se uma equipe de paroquianos para organizar o evento, que ocorreu em 12 de setembro de 1998. Talvez este tenha sido o primeiro esboço de uma Pastoral Litúrgica. Aconteceram várias reuniões entre os párocos da região e os paroquianos para a preparação do evento, sendo a primeira em 1º junho daquele ano. Vários eventos também foram organizados durante o mês de agosto. E de 09 a 11 de setembro ocorreu o Tríduo em Preparação para a Visita da Urna com as Relíquias de Santa Teresinha. No dia 12 de setembro, às 8h, a urna chegou e passou pelas principais ruas do bairro. Após a chegada: missa presidida por Dom Décio Pereira, Bispo Diocesano de Santo André à época.

 

- No dia 09 de janeiro de 2000 toma posse o Pe. Jorge Wasilewski, que deu muita importância às datas tradicionais e aos festejos de Santa Teresinha, com a ajuda de um grupo de ministros que, com amor ao serviço paroquial, preparavam as celebrações e demais eventos na paróquia.

 

- Em 29 de novembro de 2014 toma posse o Pe. Tiago José Sibula da Silva, que cria a Pastoral Litúrgica com a responsabilidade de preparar as celebrações de nossa paróquia.

Coordenadores

  • Angela Valeria Bassaco de Lima

  • Lucieni Steffen Rodrigues

Responsáveis pela organização, estruturação e motivação da Pastoral.      

Juntos, são a ponte entre o Padre e a Pastoral.

Participantes

Atualmente, a equipe conta com sete participantes, além dos coordenadores.

A Pastoral em ação

A equipe reúne-se semanalmente para elaborar a liturgia das missas e dos eventos inerentes a ela. Cada reunião tem, aproximadamente, três horas. Desde a sua formação, a equipe já participou da 8ª Semana Diocesana de Liturgia, que ocorreu de 25 a 29 de julho de 2016, e da Formação com nosso Bispo Diocesano, Dom Pedro Carlos Cipollini, no dia 04 de outubro de 2016, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, por conta da Visita Pastoral Missionária na região Utinga.

Identificação da Pastoral

Por hora, a pastoral não possui um brasão ou símbolo representativo. Contudo, a Equipe de Liturgia utiliza uma camiseta que a identifica na celebração e facilita a comunicação entre os integrantes e os demais agentes de pastoral que auxiliam na celebração.

Por hora, a pastoral não possui um brasão ou símbolo representativo. Contudo, a Equipe de Liturgia utiliza uma camiseta que a identifica na celebração e facilita a comunicação entre os integrantes e os demais agentes de pastoral que auxiliam na celebração.

O que é Liturgia?

A palavra Liturgia – que significa "serviço público" ou "serviço do culto" – compreende uma celebração religiosa predefinida, com base nas tradições de uma religião em particular.

 

A liturgia é considerada por várias denominações cristãs (tais como Catolicismo Romano, Igreja Ortodoxa, Igreja Presbiteriana, Igreja Batista, Igreja Metodista, entre outras) como um ofício ou serviço indispensável e obrigatório nas celebrações. Estas Igrejas cristãs prestam, sobretudo, o seu culto de adoração a Deus – a Teolatria – por meio da Liturgia.

A Liturgia é expressão simbólico-celebrativa da ação evangelizadora e pastoral da Igreja, e essa ação celebrativa da Igreja reúne a comunidade, santifica as pessoas e dá graças a Deus Pai através de sinais, palavras, cantos, orações e símbolos.

 

Mostrar Mais

Paróquia Santa Teresinha

Praça Rui Barbosa, s/n - Santa Terezinha, Santo André/SP

Informações: Tel. (11) 4996-3506 | WhatsApp. (11) 99971-5580 | teresinha.sa@diocesesa.org.br | Redes sociais: @santateresinhasa